Meus cursos

Dossiê dos Perfumes: Os Âmbares

A História do Âmbar

Cor, pedra ou perfume?

O âmbar é uma resina viscosa, fóssil e orgânica, produzida naturalmente por diversas espécies vegetais, para cicatrizar lesões na planta, que endurece em contato com o ar. O primeiro cientista que descreveu olfativamente o âmbar foi Plínio, O Velho, que dizia ter uma reminiscência de pinheiro, madeira de pinho, quando a resina era friccionada ou queimada.

Algumas formas de apresentação do âmbar
O termo “âmbar” pode ter vários significados – cor, cheiro ou objeto! Há certa confusão ao redor do termo.

São diferentes espécies que formam o grupo de ingredientes ambarados, e que exsudam a resina, por exemplo, o lábdano e o benjoim que são usados na perfumaria.

Já o âmbar amarelo, é um produto botânico, e tem uma função rica para a arqueologia, pois alguns insetos e plantas datados de milhões de anos foram perfeitamente preservados em pedra âmbar. Sem potencial olfativo para a perfumaria, é usado em objetos de decoração e joias.

Ainda que imaginemos a cor amarelo-dourada quando falamos de âmbar, há, no mundo, uma rica variedade de cores diferentes de âmbares, do opaco, amarelo-limão claro, marrom, até quase o preto. Com distribuição difusa pelo mundo, é possível encontrar outras cores incomuns, como o âmbar vermelho ( conhecido como “âmbar cereja”), o âmbar verde e âmbar azul, muito raro e procurado.

Saiba tudo sobre os âmbares

Encontrado ao longo da costa sul do Mar Báltico, alcançou o Oriente Médio e a Europa Ocidental através do comércio, uma das possíveis razões pela qual este âmbar amarelo, o mais conhecido atualmente, passou a ter o mesmo nome do âmbar cinza ou cinzento. O âmbar da floresta, transportado do solo por grandes rios e em direção ao mar, e o âmbar cinzento (ou ambergris, “gris” sendo cinza, em francês), flutua pelas ondas após ser excretado do organismo da baleia cachalote.

Ambergris à esquerda e pedra âmbar à direita
O perfumado ambergris (The Irish Sun – Rex Features), à esquerda, e uma pedra âmbar, sem potencial olfativo para a perfumaria, conservando uma folha de Myanmar datada de 100 milhões de anos (geologyin.com – FedericoBarlocher)

Apesar de possuírem o mesmo nome, olfativamente são diferentes.

De acordo com a Cinquième Sens, escola francesa que chancela a Paralela Escola Olfativa, o ambergris é um ingrediente de origem animal e que possui versões sintéticas, como o Ambroxan, por exemplo, que é amplamente usado na perfumaria moderna. Apesar do nome, como na perfumaria os ingredientes são classificados pelo aspecto olfativo, o Ambroxan e seus similares são classificados no grupo de madeiras ambaradas disponíveis na paleta do perfumista. Com aroma delicado, amadeirado, mineral e almiscarado, reúnem duas características centrais: são suaves e muito duráveis.

Para relembrar alguns termos da perfumaria, colocamos alguns vocábulos essenciais no nosso Glossário da Perfumaria.

O Arquétipo do Âmbar na Perfumaria

Ambre 83 faz parte do legado deixado para a perfumaria, da antiga “De Laire”, empresa histórica que desenvolveu uma série de bases contendo algumas das primeiras inovações sintéticas para formulação de perfumes, hoje parte da Biblioteca Olfativa da Symrise. Foi criada na década de 1920. A famosa base Ambre 83, não tem nada em comum com o Ambergris.

Frascos de aroma âmbar

Vanilina, o produto principal da Fabriques de Laire, é central aqui, cercado por musks, patchouli, sândalo, bálsamos, resinas (labdanum, benjoim e estoraque). Um verdadeiro perfume com alta duração.

Seu efeito é quente, almiscarado, envolvente e denso, e resulta em uma perfumação de menor projeção e mais rente à pele, devido ao peso da vanilina e dos musks. Quando AMBRE 83 é adicionado às fórmulas pelos perfumistas, eles trazem outros ingredientes que elevam a projeção ambarada através de notas mais voláteis, como cítricos e florais. O resultado de um perfume ambarado pode ser licoroso, com nuances de mel. Ter aspecto atalcado, baby, ou ainda, ser misterioso e incensado.

Recentemente, o termo Âmbar tem sido usado para substituir o termo Oriental, pois apesar de ambos terem nuances olfativas particulares, são considerados semelhantes.

Faceta ambarada
Um produto milenar, a faceta ambarada voltou com força recentemente.

O primeiro perfume ambarado foi Ambre Antique, criado por Coty em 1905, e descontinuado trinta anos depois, em 1935. Com suas notas de fundo carregadas de resinas naturais de lábdano, olíbano, opoponax, styrax e benjoim.

Frasco do perfume Ambre Antique
O frasco do perfume Ambre Antique foi confeccionado por René Lalique.

Na perfumaria nacional, o recente Natura Essencial Mirra e Malbec X O Boticário mostram que o mercado do país está aquecido para fragrâncias mais encorpadas e densas, com alta durabilidade, um requisito de suma importância para o consumidor brasileiro, de maneira geral.

Dois frascos de perfumes nacionais com âmbar
Âmbar é uma nota de fundo, que perfuma a pele durante longas horas.

Gostou de saber sobre o Âmbar e ficou com sede de mais conhecimento?

Aprendemos como descrever o âmbar e outros ingredientes da perfumaria mais de perto nos cursos Dia de Descoberta, Ateliê de Criação e Formação em Perfumaria.

Para você que é curioso e tem o nariz desperto para o mundo, o blog da Paralela é a referência ideal para rechear seus estudos em casa.

Comenta aqui qual o próximo capítulo que você gostaria de ler o do nosso: Dossiê de Perfumes!

Dúvidas, estamos sempre à disposição.

Cheirosamente,

Alessandra Tucci | Paralela Escola Olfativa.

Referências Bibliográficas:

https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/noticia/2021/10/27/capsula-do-tempo-ambar-e-resina-organica-que-preserva-fosseis-ha-pelo-menos-30-milhoes-de-anos.ghtml

https://www.ambermuseum.ru/en/home/about_amber/origin

https://amberseaside.com/en/about-baltic-amber/

https://cleopatrasboudoir.blogspot.com/2013/11/ambre-antique-by-coty.html

https://vies.wiki/wiki/pt/Amber

Paralela Escola Olfativa

Uma escola livre que nos inspira não só a pensar ou fazer diferente, mas a sentir. Somos a única no Brasil a oferecer certificado pela Cinquième Sens (escola francesa com 43 anos de atuação na França e presente em mais de 10 países) e a pioneira no Brasil, em que sentir para entender a perfumaria é a principal metodologia. Não ensinamos fórmulas prontas: ensinamos a pensar, a ousar. Nesses quase 8 anos de atuação, recebemos mais de 1200 alunos na nossa sede, em São Paulo, e os incentivamos a olhar para a perfumaria em todos os ângulos.
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *