Em agosto de 2013, convidei Julian Bedel, da luxuosa Perfumaria Fueguia 1833, para abrir com chave de ouro uma série de encontros inspiradores com empreendedores internacionais da perfumaria.

Vindo de família de escritores e arquitetos, sua personalidade artística se manifestou desde as artes plásticas até o branding, criando conceitos para o mercado de luxo. O currículo abrange o Museu Malba, o Hotel Faena, os vinhos Pulenta e a revitalização do Teatro Colón, que marca o início da história de Fueguia 1833.

“Quando eu estava numa sala do teatro, me dei conta do cheiro do lugar e que eu deveria sempre captar esta sensação”, relembra.

Julian Bedel

Com esse lampejo de nariz despertado, uniu forças com sua sócia, Amalia Amoedo, herdeira de uma das maiores fortunas da Argentina, para iniciar a sua educação olfativa e montar o seu laboratório de fragrâncias.

“Não temos educação aromática. Crescemos com as referências sintetizadas pelas indústrias. É preciso construir um glossário”. Bedel dispensou musas inspiradoras e tendências e construiu uma identidade própria, conectada à natureza sul-americana.

Fragrâncias Fueguia 1833

São mais de 800 ingredientes naturais captados da Patagônia a Galápagos, presentes em seus 60 perfumes, vendidos por mais de R$600 em 25 pontos de venda pelo mundo. Os números reforçam o pioneirismo dessa primeira perfumaria sul-americana, com olhar mais natural, exótica e de luxo.

Loja Fueguia 1833

O case de Fueguia 1833 não somente ilustra a importância da educação olfativa para a inovação e empreendedorismo, mas o amplo potencial do branding aliado à perfumaria, já que Bedel também cria perfumes para marcas, em especial hotéis, como a rede Four SeasonsHyatt e Sofitel

As possibilidades vão desde os hotéis, lojas físicas, e-commerce até mesmo a indústria automobilística. Ou vai me dizer que você nunca se deixou afetar pelo sutil e indescritível cheiro de um carro zero quilômetros?

As fragrâncias são parte integrante do branding e do marketing dos automóveis e por trás dessa estratégia tão impactante, ainda que invisível, há empresas muito competentes do setor.

Segundo a CMO Andrea Riley da empresa de aromas Ally, que fez o maior sucesso nas edições do NAIAS (Salão Internacional do Automóvel Norte Americano), “enquanto os visitantes exploram as novas tecnologias dos carros, os nossos aromas os convidam a pensar de um jeito criativo sobre como os carros do futuro deveriam cheirar”.

Smell as good as a new car, By Ally

A criatividade bem humorada dos cheiros dos carros do futuro se dá na presença de ingredientes inusitados. Alguns que remetem a inteligência artificial, como cheiro de disco rígido, laptop e GPS, somado a cheiros que nos conectam em nossa humanidade: purpurina, energético, luvas perdidas e até uma pitada de aroma de sanduíche. “A inteligência do carro é artificial, mas a sua fragrância é o mais natural possível”, brinca a marca.

Seja divertido, exótico, sensual… O fato é que fragrâncias nos afetam, evocam uma infinidade de sensações e, consequentemente, influenciam as nossas decisões, de compra, inclusive.

Por isso, transpor o cenário de guerrilha visual e explorar a estratégia sutil e poderosa do Marketing Olfativo pode ser a estratégia mais assertiva para diferenciar, fidelizar e rentabilizar. Desde uma montadora de veículos, a um pequeno negócio. 

Considerando esse cenário que desenhei o curso Marketing Olfativo aqui na Paralela Escola Olfativa, que está prestes a iniciar uma nova turma. Confira as datas aqui no site e claro, sigo disponível para orientar.

Cheirosamente,

Alê Tucci.

17 de junho de 2021

A estratégia tão boa quanto cheiro de carro novo

Em agosto de 2013, convidei Julian Bedel, da luxuosa Perfumaria Fueguia 1833, […]
12 de maio de 2021

Fragrâncias para Vibrar em Alta Frequência

Quantos ingredientes um perfumista dispõe para criar uma fragrância? De […]
31 de março de 2021

As marcas que apontam para o futuro da Perfumaria Brasileira

É um consenso de que o brasileiro é um povo […]
31 de março de 2021

3 Cases da Paralela Que Se Encontram

Há alguns meses iniciei no meu LinkedIn pessoal uma série […]
2 de março de 2021

Para Compreender a Perfumaria de NICHO em 5 Palavras

A Perfumaria de Nicho, como o próprio nome sugere, é […]
22 de janeiro de 2021

DA HORTA AO NARIZ: Pequeno manual sobre os Aromáticos e a Perfumaria

De acordo com uma pesquisa publicada pelo Globo Rural em […]
16 de dezembro de 2020

5 reflexões para ENERGIZAR seus projetos em 2021

2020 pediu resistência e coragem. E com o apoio de […]
1 de dezembro de 2020

Os 3 Pilares Para uma Perfumaria Sustentável

Sustentabilidade, transparência e ética na perfumaria. Tema de uma das […]
25 de novembro de 2020

Bossa da Granado, o floral solar que faltava no mercado brasileiro

Quando uma novidade gera burburinhos no universo da perfumaria e […]
Open chat