Simplicidade & Transparência como filosofia:

Upcycling da Takasago

Em meio a tantas e rápidas transformações que impactam o setor produtivo e são consequências dos hábitos de uma sociedade que já não se sustenta econômica, social, moral e ambientalmente, a Indústria de Perfumaria também passa por um momento de grande transformação.

Os objetivos estabelecidos pelas Organizações das Nações Unidas (ONU) para um desenvolvimento sustentável e também o comportamento de consumidores cada vez mais conscientes de seu papel para a manutenção da vida no planeta suportam as iniciativas do setor Industrial e no segmento de Perfumes não é diferente.

Simplicidade e transparência tornaram-se elementos do sofisticado mundo dos perfumes e a reutilização de matérias primas não está mais relacionada a uma imagem de algo decadente, mas tornou-se sinônimo de inovação. 

Uma nova ordem mundial – já estabelecida, há décadas – impacta também o processo técnico e criativo das casas de fragrância e, pouco a pouco, a paleta de ingredientes à disposição da criação de perfumes diminui em quantidade e modifica-se com relação as suas características, origem, impacto ambiental e qualidade olfativa das matérias primas. 

Criatividade passa a ser mais exigida durante o desenvolvimento de fragrâncias para que as ofertas de produtos perfumados continuem a despertar o interesse e a imaginação dos consumidores, garantindo seu bem-estar.

Karl Lagerfeld

“Simplicidade é o luxo final”Karl Lagerfeld

Esta “nova ordem mundial” nos motivou a entrevistar dois perfumistas de uma das mais tradicionais casas de Fragrâncias do mundo, a japonesa, Takasago, “pioneira em química verde e sustentabilidade desde sua fundação, há mais de 100 anos e onde os perfumistas têm o privilégio de criar a partir de uma vasta e bela paleta de ingredientes de altíssima qualidade, incluindo ingredientes renováveis ​​e biodegradáveis”, de acordo com nossa convidada, a perfumista Catherine Selig.

E foi a partir de uma conversa com a francesa Catherine Selig e o brasileiro Leonardo Lucheze que a Paralela Escola Olfativa procurou compreender melhor como a Indústria de perfumes, em especial a Takasago, tem tratado os temas de sustentabilidade como parte de sua cadeia de valor.

Perfumistas com referências olfativas e formações diferentes, Leonardo e Catherine abordaram o tema sob a ótica particular de cada um deles e também sob a realidade dos mercados que atendem, o brasileiro e o internacional.

Na Takasago, integrar sustentabilidade nos processos criativos é considerado um complemento positivo entre os desafios de um perfumista. A demanda por inovação tecnológica impulsiona a abertura de novos territórios no processo de criação de um perfume. 

Por um lado, a “nova ordem” aumenta a complexidade e por outro, adiciona simplicidade e transparência, potencializando a sofisticação das criações. 

Catherine Selig

“Inovar de forma sustentável e responsável requer um investimento considerável de tempo e recursos para atingir esse objetivo. Felizmente, a Takasago enfatiza a sustentabilidade e a responsabilidade como parte de nossos principais objetivos e processos de visão criativa.”Catherine Selig

Durante a conversa com a Takasago, a Paralela teve a oportunidade de compreender para compartilhar as experiências dos perfumistas, suas trajetórias e vivências no contexto da sustentabilidade.

Catherine, que teve a carreira de perfumista influenciada pela família, tem uma árvore genealógica que fortalece sua memória olfativa.  Seu bisavô criava perfumes para as famílias reais na Europa durante o século XIX e na opinião dela, para a criação de um perfume, a principal semelhança entre aquilo que se fazia no século 19 e o que se faz atualmente é: o foco na escolha de ingredientes que serão a “assinatura de uma fragrância”.

Entre o século XIX e XXI, a introdução de novos ingredientes criou novas possibilidades olfativas, isto resultou em fórmulas cada vez mais complexas. É, justamente, a natureza desta complexidade nas formulações que está sendo impactada pelas novas tecnologias e pela demanda por matérias primas sustentáveis.

Leonardo, um brasileiro influenciado por sua origem, o Rio de Janeiro, inspira-se ao ver o mar ou as montanhas, característicos dos contornos de sua cidade natal. Próximo à natureza, é onde Leonardo encontra inspiração para desenvolver suas criações. Sua viagem à Namíbia, África, também marcou sua memória olfativa com inspirações trazidas por diferentes fragrâncias, texturas e cores locais, ele destaca a Mirra, como um dos ingredientes da perfumaria que o impactaram nessa vivência.

Leonardo Lucheze

Considerando as iniciativas da Takasago baseadas na filosofia de Simplicidade e Transparência (KIS – keep  it simple) e nas fontes alternativas de aproveitamento de matérias-primas (upcycling), perguntamos aos perfumistas:

1- Na sua opinião, quais são os benefícios em se trabalhar com a filosofia de Simplicidade e Transparência (KIS – keep it simple) e com as fontes alternativas de aproveitamento de matérias-primas (upcycling) para a Indústria de Perfumaria? Como você, responsável pela criação com estes novos recursos se relaciona com estas novas formas?

CS: A utilização de materiais reciclados para a Indústria de Perfumaria (upcycling) gera um grande impacto positivo para o meio ambiente e para a comunidade de produtores. Em termos de criação, é uma excelente oportunidade para criar novas tendências e enriquecer a paleta do perfumista. Seguir estas novas diretrizes expande nossos limites na criação de fragrâncias, muda o panorama e influencia novas tendências.

KIS (sigla para Keep It Simple) é uma nova maneira de criar fragrâncias usando menos ingredientes para reduzir a complexidade e ter mais transparência. KIS pode ser a forma de colocar em prática minha citação favorita de Karl Lagerfeld: “Simplicidade é o luxo final”.

LL: Eu gosto muito de fórmulas curtas e objetivas, normalmente as minhas fórmulas possuem em torno de 30 ingredientes. Essa característica está em linha com a filosofia de simplicidade e transparência da Takasago (KIS), que diminui o impacto ambiental e realça a boa harmonização de poucos ingredientes nas fórmulas.

Acredito em Upcycling como uma alternativa de aproveitamento de matérias primas que agrega valor ao processo criativo em virtude das novas ofertas disponibilizadas para a paleta de criação.

2- Como você vê o papel do Brasil no contexto de uma Perfumaria Sustentável?

CS: Vejo o mercado da beleza no Brasil em simbiose com a criação e comercialização de fragrâncias Sustentáveis ​​para proteger os preciosos recursos naturais da terra, bem como o rico patrimônio da diversidade em seus ingredientes naturais e rituais de beleza. Acho que a conexão com a natureza e a naturalidade já faz parte do gosto do consumidor no Brasil.

LL: Os dados apontam que 50% dos brasileiros estão dispostos a escolher marcas ecologicamente corretas, mesmo que tiverem que pagar um pouco mais por isso. Isso mostra que estamos no caminho correto. Atualmente, muitos clientes exigem fragrâncias sustentáveis e em alguns casos isso chega a ser o fator decisivo no momento de escolher a fragrância vencedora em um projeto.

3- Na Takasago, como você tem tratado sua criação considerando as iniciativas da instituição acerca de sustentabilidade? Especificamente, poderia comentar sobre Takasource e Tasuki?

CS:  Desde o sua fundação, a Takasago sempre teve a abordagem de ter uma paleta seletiva de ingredientes da mais alta qualidade que eram selecionados pelos perfumistas.

TAKASOURCE é uma parceria com fornecedores-chave em todo o mundo que garante uma paleta formada por ingredientes naturais, sustentáveis e preciosos, tais como o sândalo da Austrália, os botões de groselha negra da França e a madeira Hinoki do Japão.

TASUKI é uma parceria direta com a comunidade de agricultores de todo o mundo para produzir joias da natureza, como Lavandin, da Provença, Patchouli da Indonésia e Vanille Absolue de Madagascar. O mais alto padrão de qualidade desses ingredientes naturais alcançados com integridade e respeito ao meio ambiente e às comunidades, tornam o processo de criação cada vez mais envolvente e realizador profissionalmente.

LL:  Takasago é uma empresa que sempre celebrou e respeitou a natureza. Como parte disso, ela tanto se serve como desenvolve ingredientes sustentáveis e renováveis.  Takasource é uma ferramenta que se aplica aos nossos fornecedores externos e foi desenvolvida para garantir rastreabilidade e gerenciar os riscos na cadeia produtiva, considerando os 3 pilares da sustentabilidade (ambiental, social e econômico).

Tasuki é um programa integrado que permite obter o controle total sobre ingredientes desenvolvidos pela Takasago, atendendo assim às principais expectativas de responsabilidade social. Tasuki projeta, implementa e desenvolve estratégias de abastecimento sustentável e também programas de apoio na origem, com a finalidade de garantir as matérias primas mais estratégicas exigidas pela Takasago.

“No século 21, a velocidade é a medida. O ciclo de tendências se acelera e novas moléculas são desenvolvidas  para ultrapassar os limites da criação.” Catherine Selig

Cheirosamente,

Paralela Escola Olfativa.

24 de setembro de 2021

Novas (velhas) fontes de matérias-primas na perfumaria, upcycling.

Simplicidade & Transparência como filosofia: Em meio a tantas e […]
6 de abril de 2021

Entrevista Exclusiva: Perfumista Jerôme Di Marino

Nascido no Sul da França, estudante da ISIPCA, assim como […]
18 de março de 2020

Entrevista Exclusiva: Jean-Claude Ellena

Jean-Claude Ellena é um dos perfumistas mais reconhecidos na perfumaria […]
21 de agosto de 2018

Entrevista Exclusiva: Mestre Perfumista Olivier Cresp

Mestre perfumista que recebeu o prêmio Lifetime Achievement pela The […]
13 de março de 2018

Diretor Global de Naturais Herve Fretay – Entrevista Exclusiva

A área de Naturais cresce em relevância na indústria e […]
29 de novembro de 2017

Entrevista Exclusiva: Mestre Perfumista Emilie Coppermann

Mestre Perfumista premiada no Fifi Awards – o Oscar da […]
29 de junho de 2017

Entrevista Exclusiva: Mestre Perfumista Harry Fremont

O que um perfumista que alcança o prêmio Lifetime Achievement da […]
Open chat